TEXTOSTERONAS POLITICAMENTE IN CORRETOS – por Danyel Guerra

Desabafo da mãe de Marx- Em vez de estudar o capital, meu filho deveria ganhar o capital,

De um modo geral, a política se pode comparar aqueles filmes que contêm cenas eventualmente chocantes. Só que, no caso da política, são obscenas garantidamente chocantes.

o-o-o-o-o

Todo o poder absoluto degenera, mais cedo ou mais tarde, em poder dissoluto. E, mais cedo do que tarde, gera luto. Sem ter a presunção de ser impoluto, é contra esses poderes absoluto/dissoluto que eu luto.

O corpo decapitado do dissoluto Caesar Heliogábalo acabou jazendo na Cloaca Máxima de Roma. Sic Gloria Transit Mundi.

o-o-o-o-o

“As putas ao poder! Afinal, os filhos já lá estão”

Grafitada pelos anarquistas em muros e paredes, esta conclamação foi uma das mais pertinentes do Portugal pós 25 de Abril. Mas hoje ela tem de ser atualizada para continuar sendo eficazmente verdadeira.

“As putas ao poder! Afinal, os netos e até os bisnetos já lá estão”.

o-o-o-o-o

Com irrestrita sinceridade, confesso estar preocupado com o que os políticos fazem e com o que não fazem. Contudo, o que, na verdade, seriamente me inquieta é o que eles desfazem.

o-o-o-o-o

Atenuando a venalidade de muitos políticos, tem gente que diz: todos roubam, mas muitos deles fazem. Porém, em boa verdade, a esmagadora maioria deles além de roubar e nada fazer, ainda, por cima, desfaz.

o-o-o-o-o

Os populistas bradam que os políticos são todos iguais. Eles são a exceção. Quando conquistam o  poder, eles passam a ser pulhíticos inigualáveis.

o-o-o-o-o

Há políticos que mentem com todos os dentes. Inclusive com  os dentes que já não têm. A maioria mente até com os dentes que nunca teve

o-o-o-o-o

O genuíno político busca a justiça, o pulhítico segrega a vingança.

o-o-o-o-o

Uma vez no Poder, um político raramente se torna um estadista. O mais provável  é que ele se transforme e transtorne em mais um pulhítico.

o-o-o-o-o

“Quem não é socialista aos 20 anos, não tem coração. Mas quem continua sendo socialista aos 40 não tem cérebro”

Atribuída a  Georges Clemenceau

Meu caro Clemenceau, tem gente que é sucialista aos 20 e continua sendo sucialista aos 40.  Esses não têm nem coração, nem cérebro.

o-o-o-o-o

Como costuma dizer um mauista, até na palavra, a Democracia é um regime político muito suspeito. “Começa por evocar o Demo e termina sendo uma armação da CIA.” Ardiloso, ele oculta que a ditadura comuno-capetalista de xiXi Pinga é mais deletéria que esses dois. Se o EUA é um tigre de papel, a China não passa de um dragão de papelão.

Sendo sincero, tenho de convir que toda a democracia não passa de uma ditamole, suavizada com a aplicação de repetidas doses de vaselina.

o-o-o-o-o

“Os fins justificam os meios”

Publius Ovidius Naso nas ‘Heroides’

Este prensamento –equivocamente atribuído a Niccolò Machiavelli- apenas se justifica num contexto ficcional. Os fins, por mais legítimos que sejam, nunca justificam os meios ínvios usados para os alcançar.

o-o-o-o-o

Num pulhítico, uma mão suja a outra e as duas sujam a cara dos cidadãos. Se um deles lhe estender a mão, não decline cumprimentá-lo. E logo a seguir, diga-lhe que vai desinfectar a mão no lavabo mais próximo.

o-o-o-o-o

Numa rua esconsa do Porto, uma parede ostentava um grafite populista. “A corrupção está a matar Portugal”. Um exagero demagógico. Se  corrupção matasse, Portugal, o país já estaria morto há séculos.

O mais escandaloso nesse negócio de corrupção é seu défice democrático. Assim, é urgente democratizar a corrupção, tornando-a acessível a todos os cidadãos e contribuintes e não somente aos políticos e pulhíticos.

o-o-o-o-o

Decorriam os anos 60 e Adhemar de Barros, governador do Estado de S.Paulo, discursava num comício numa cidade do interior.  Do alto do palanque, o candidato bolçava uma fala anticorrupção.

“Nos bolsos desta calça nunca entrou dinheiro do povo”, garantia. Segundos depois, uma voz, um tanto toldada pelo álcool, começou cantarolando. “Seu Adhemar tem calça nova, tem calça nova”.

Precavidos, muitos políticos estreiam calça todos os dias. Essa prevenção não impede que, às vezes, sejam flagrados com a calça na mão e os bolsos recheados de dinheiro do erário público.

o-o-o-o-o

Os políticos prometem sempre um futuro melhor. Para eles, o melhor é o presente com as prebendas, as sinecuras, as propinas, as comissões.

o-o-o-o-o

“Pois é dando que se recebe”,lê-se na oração de  S. Francisco de Assis. Mas não há como os políticos para desvirtuarem esta singela intenção

o-o-o-o-o

“A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida”

Vinicius de Moraes na letra de ‘Samba da Benção’

Na política, a vida é a arte do encontrão. Tanto contra os correligionários como contra os adversários  e os inimigos.

o-o-o-o-o

Em democracia não se devem tolerar os populistas que tentam “ganhar no grito”. O único a ganhar, devidamente, no grito foi  D.Pedro, o do Ipiranga.

o-o-o-o-o

Não tenho (quase)nada a favor do capitalismo. Mas tenho tudo contra o capetalismo. O primeiro tem de ser conduzido com trela e o segundo tem de ser amordaçado com açaime.

Muita gente entende que o capitalismo deve, tem de ser decapitalizado. Totalmente!  A tragédia é que a alternativa dos juízes corre o risco de ser tão danosa e criminosa como a do sistema executado.

Não tenho (quase) nada a favor do socialismo, mas tenho tudo contra o sucialismo, o regime dos súcios, autores de toda sorte (e azar) de felonias.

o-o-o-o-o

“A burocracia é uma doença que faz muitos estragos na sociedade”

Caro Vincent de Gournay, a burrocracia é uma doença muito mais grave.

o-o-o-o-o

Sou contra a proibição do saco de plástico. Receio que os políticos, como são muito cooltos, se lembrem de proibir as artes plásticas, julgando que elas são feitas de plástico. Não temos saco para tanta ignorância.

o-o-o-o-o

“A todos, desejo um Bom Natal e um Ano Novo cheio de propriedades”

Saudação de soldado português da guerra colonial

Tem gente tão ciosa da sua propriedade, mesmo que ela não passe de uma privada*. Afinal, ter uma privada é um básico direito humano.

o-o-o-o-o

Nestes tempos de exploração capetalista é frequente vermos e ouvirmos políticos, sindicalistas e trabalhadores a condenarem a precaridade.. Com tão doutos cultores da língua portuguesa, fica difícil que a precariedade seja e extirpada ou no mínimo mitigada.

o-o-o-o-o

“Dai aquilo que vosso não é, prometei aquilo que não tendes, perdoai a quem não vos errou”

Conselho de Álvaro Paes a D.João, mestre de Avis

E depois é o Machiavelli que tem a má fama de ser maquiavélico…

o-o-o-o-o

“Desde as últimas eleições que eu não via tanta lama acumulada”

Dr. Hugo Z. Hackenbush (Groucho Marx) em ‘A Day at the Races”

Por isso, eu voto no Cândido Branco, tão alvo que usa Omo no banho..

o-o-o-o-o

“Sou contra tudo o que oprime o homem, começando pela gravata”

Secundando Vinicius de Moraes, os políticos começam a se exibir desengravatados, com a camisa desabotoada até ao umbigo, barriga inchada de húbris. Na verdade, apenas trocam a gravata pela bravata.

o-o-o-o-o

“Mourons pour des idées, d’acord, mais de mort lente”

Georges Brassens

“Morrer por ideias, sim, mas devagar, de morte em… câmera lenta”

D. Sebastião, rei de Portugal

o-o-o-o-o

A política é um assunto demasiado importante para ser deixado nas mãos sujas dos políticos. A tragédia é que está sendo deixada nas mãos sujíssimas dos pulhíticos.

o-o-o-o-o

Numa guerra, um político não limpa armas, não lava roupa suja e não questiona a origem e a natureza dos apoios. E até se alia a inimigos.

o-o-o-o-o

Tem político que afirma querer mudar o mundo. Mas nunca revela o endereço para onde o caminhão deve transportar toda a tralha

o-o-o-o-o

Muitos políticos propõem a solução final para resolverem os problemas.

Eis um exemplo caricato: nos anos 30, o governador Valadares, de Minas Gerais (Brasil), foi informado que, nos sinistros ferroviários, o último vagão era o mais atingido. Vai daí, mandou suprimir o último vagão nos trens…

o-o-o-o-o

A política é, cada vez mais, uma cena de Power, Corruption & Lies. Convém não confundir com o atraente álbum homônimo do New Order.

 o-o-o-o-o

“Em vez de estudar o capital, o meu filho deveria antes ganhar o capital”

Henriette Pressburg, mãe de Karl Marx

As mães têm sempre razão. Deveríamos acatar seus sábios conselhos.

o-o-o-o-o

O Marx se parece com aquele médico que é nota 20 a fazer diagnósticos, mas é nota zero na prescrição da terapêutica. E a “cura” mata o doente…

o-o-o-o-o

“A guerra é um assunto grave para ser deixado nas mãos dos militares”

Georges Clemenceau

Enquanto PM francês, Clemenceau foi um dos mentores do Tratado de  Versailles (1919) que, indiretamente, motivou a 2ª Guerra Mundial.

o-o-o-o-o

Em geral, os políticos têm a cabeça mais apagada que a de fósforo riscado.

Mas quem se queima nesse fogo fátuo é o cidadão que (a)paga a conta.

o-o-o-o-o

Os políticos extremistas, de esquerda e de direita, anunciam a criação do homem novo. Que leviandade. Antes tentassem  criar a mulher nova….

o-o-o-o-o

Os comunistas ao poder! Afinal alguns filhos já lá estão.

Vale lembrar que Costa, Medina e Moedas são filhos de pai comunista.

o-o-o-o-o

Os capetalistas segregam um anticomunismo primário. O que podem eles esperar dos comunistas senão a pregação de um anticapitalismo primário?

o-o-o-o-o

Só existe uma espécie pior que o político. Essa espécie é o pulhítico.

o-o-o-o-o

“Até à data, os filósofos se preocuparam em interpretar o mundo. É chegado o tempo de transformá-lo.” Pois é, Marx, mas até agora seus epígonos se empenharam em transtorná-lo.

o-o-o-o-o

Mesmo que sejamos de esquerda, devemos ser cidadãos às direitas.

o-o-o-o-o

Os capetalistas chantageiam que a elevação dos salários depende do aumento da produção. Só assim, dizem, é possível ter riqueza para distribuir. Para distribuir entre eles, como é óbvio.

o-o-o-o-o

O Cavaco foice e ficou o Martelo. Volta Cavaco, estás perdoado!

o-o-o-o-o

Como maldiz um anarquista, “político só fica bom quando morre”…

Pois é, o dilema é que o defunto não demora a pegar uma reencarnação.

o-o-o-o-o

“Se quer descobrir o caráter de uma pessoa, dê-lhe poder”

Robert G.Ingersoll em elogio a Abraham Lincoln

Alçado ao poder, o político, regra geral, exibe o viés autoritário. Se quer conhecer o pulhítico, dê-lhe o fascio* para a mão.

o-o-o-o-o

Da discussão nasce a luz, diz o adágio popular. Políticos, discutam! Pode acontecer que consigam começar a superar a crise energética.

o-o-o-o-o

O que esperar de um país que começou com um crime de violência doméstica, a 24 de junho de 1128, com o filho batendo na mãe.

o-o-o-o-o

O que esperar de um país que começou sendo achado no caminho para a India, teve a independência proclamada pelo filho do rei, teve a República instaurada por um amigo do imperador e foi “governado” por gorilas?

o-o-o-o-o

Político que tenta adiar a hecatombe ambiental sem frenar a explosão demográfica é como médico que tenta curar pneumonia com *aracetamol.

o-o-o-o-o

Com suas (in)ações, os políticos conseguen ser, por vezes, mais danosos que os terremotos. Eles fazem tremer o presente dos povos e levam-nos a temerem pelo seu futuro coletivo.

*fascio: termo italiano, traduzível como feixe.

*privada: retrete, sanita

♦♦♦

Danyel Guerra nasceu na cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro, Brasil,  num novembrino dia de Vênus, sob o signo de Escorpião. No ano em que Lygia Fagundes Telles publicava ‘Ciranda de Pedra’, seu romance inaugural.
Editou e/ou publicou os livros ‘Em Busca da Musa Clio’ (2004), ‘Amor Città Aperta’ (2008), ‘O Céu sobre Berlin’ (2009), ‘Excitações Klimtorianas’ (2012), ‘O Apojo das Ninfas’ (2014), ‘Oito e demy’ (2015), ‘O Português do Cinemoda’ (2015), ‘Os Homens da Minha Vida’ (2017) e ‘Corpo Estranho’ (2021).

 

Please follow and like us:
RSS20
Follow by Email0
Facebook0
RSS20
Follow by Email0
Facebook500