MULHERES NAS RUAS DO PORTO IX – por César Santos Silva

Assunção (Rua da)

 

Início – Clérigos (Rua dos)

Fim – Mártires da Pátria (Campo dos)

Freguesia de: Vitória

No seio do Cristianismo, os católicos e os ortodoxos têm a crença que

O corpo e a alma da Virgem Maria foram levados para o Céu para glória celestial.

“Ao concluir a vida terrena foi assunta em corpo e alma “.

É assim que Pio XII, em 1 de Novembro de 1950, na sua Constituição Apostólica Munificentissimus Deus, torna dogma esta doutrina.

A Rua da Assunção é uma das ruas Almadinas por excelência.

Projecto de Teodoro Sousa Maldonado, foi rasgada no antigo Campo da Cassoa, que corria ao longo da muralha fernandina em direcção à Cordoaria.

O nome da artéria advém do facto da imagem de Nossa Senhora estar num dos altares da igreja dos Congregados da Irmandade dos Clérigos de S. Filipe de Nery.

Durante muito tempo a rua esteve identificada com o lugar privilegiado do Porto para venda de louças e de artigos religiosos.

A Rua, durante a Porto 2001 sofreu profundas obras de melhoramento que lhe deram a imagem que hoje ostenta.

♦♦♦

César Santos Silva. Bacharel em História. Formador, professor de História do Porto, Portugal e Contemporânea do Mundo em várias Universidades Seniores, tais como Sindicato Professores da Zona Norte, Fundação Inatel entre outras.

Investigador de temas relacionados com a História do Porto e a História do Mundo,colaborador pontual dos “ Serões da Bonjoia”, conferencista habitual da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Fundação Inatel, Palacete Visconde Balsemão. Autor de vários livros dedicados à cidade do Porto.

Deixe uma resposta