CARISMA E EMPATIA por Teresa Escoval

Meryl Streep

Carisma e empatia são, na minha opinião, duas palavras que se nutrem e expandem! Distintas, pois do termo simpatia, que apenas requer extroversão comunicação. Enquanto que ter empatia, é possuir a capacidade de saber nutrir bons laços sociais e transformar com amor tudo e todos ao seu redor!

Aceita-se com naturalidade, que quem possui carisma e empatia é visto como alguém especial, único, diferente, até com um certo poder de operar milagres, pois é alguém em que se acredita, confia e apetece seguir.

Ambas de origem grega, o carisma é associado à capacidade de influenciar e motivar outros e a empatia é percepcionada como a capacidade de se relacionar com os demais e ser aceite mantendo um clima sadio e amoroso, daí haver uma interconexão entre as duas palavras.

Etimologicamente, o termo “carisma” tem origem do grego khárisma, que significa “graça” ou “favor”. Como tal, carisma é uma habilidade inata de alguns seres humanos de conseguir encantar, persuadir, fascinar ou seduzir uma outra pessoa, através da sua forma de ser e agir, conseguindo sempre manter um clima sadio e amoroso. Quem tem carisma consegue chegar ao mais íntimo de si mesmo e dos outos.

Um indivíduo dotado de carisma, possui, pois, um conjunto de qualidades que o caracterizam como um sujeito notável, admirável ou fascinante, aos olhos de outros indivíduos.

E este ser especial tem a capacidade de se aproximar à cultura e história do outro e/ou de um grupo, de se colocar em destaque, fruto da sua forte identidade e, como tal transformar situações, pois à medida que brilha mobiliza pessoas ao seu redor e também faz com que todos se sintam valorizados.

Por isso, carisma é associado a liderança e transformação de fenómenos sociais. Por exemplo o sociólogo alemão Max Weber, no início do século 20, escreveu que “carisma é uma determinada qualidade de uma personalidade individual pela qual um líder se destaca dos homens comuns e é tratado como dotado de qualidades sobre-humanas ou pelo menos excepcionais, considerado como se tivesse poderes mágicos”.

Carismático é alguém que possui um dom especial de assumir compromissos e respeitá-los, é bastante conhecedor e transmite sabiamente esses conhecimentos. Faz com que o sigam pelo respeito e empatia que lhe têm. Esse magnetismo próprio do carismático abre-lhe portas aonde quer que vá.

Há quem diga que se pode aprender a ser carismático e empático e que com base nalguma flexibilidade e treino, se podem adquirir estas capacidades. Acredito que com a mente mais aberta, a flexibilidade e a disponibilidade melhoram muito, e que é possível diariamente, com treino reprogramar o DNA.

Porém, também é certo que se no DNA da pessoa já existir uma bagagem incorporada que o distingue dos demais, será essa pessoa a primeira a liderar e produzir transformação. Esta pessoa é especial na medida que tem uma capacidade de Ser e Sentir, superior aos demais. Consegue colocar visível, com autenticidade e espontaneidade, a expressão da sua alma, onde reside a sua força e poder.

Confio, que as conexões fortes, permeadas pela verdade, vêm de pessoas que têm dentro de si as energias da confiança, do positivismo, da versatilidade, da comunicação assertiva e amorosa. São pessoas que se doam e cuidam com o sorriso espontâneo, o sentido de humor, a alegria, a atenção e escuta activa. Que colocam amor em tudo que fazem e tocam.

Ao praticar a empatia, permitimo-nos não julgar e ter a oportunidade de descobrir o outro. Verificar que nas diferenças há complementariedade. Que nessas diferenças é possível encontrar uma harmonia na interacção e acompanhar o estreitar da relação com respeito, sinceridade, confiança, amabilidade e generosidade entre as partes.

Que estas pessoas empáticas e carismáticas assumam estes dons e os irradiem para que consigamos crescer e evoluir conforme merecemos!

♣♣♣

Teresa Escoval é Pós-Graduada em Gestão de Recursos Humanos, Licenciada em Sociologia, Bacharel em Gestão de Empresas. Desempenhou vários lugares de chefia na área Financeira e Gestão de Recursos Humanos. Desde 1994 que gere e desenvolve um negócio próprio na área do emprego, diagnóstico/desenvolvimento organizacional e formação. Mantém colaboração regular, desde 2007, com várias revistas, onde são publicados artigos sobre diversas temáticas, que é autora.

3 comentários em “CARISMA E EMPATIA por Teresa Escoval”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *