EM BUSCA DA INOCÊNCIA PERDIDA – Rok Pavlovski

Nota do nosso editor de Fotografia: Embora uma boa imagem seja sempre uma boa imagem, qualquer que seja o processo usado na sua criação, não posso deixar de confessar uma progressiva saturação com o desfilar de fotografias vestidas pelo Deus da moda digital; o Photoshop. Autor convidado desta edição, o esloveno Rok Pavlovski decidiu cortar …

EDIÇÃO Nº 3 – DE FEVEREIRO 2018

CAPA:  “O Friso de Beethoven”, de Gustav Klimt DIRECÇÃO: Júlia Moura Lopes CONSELHO EDITORIAL: Ângela Pieruccini, Danyel Guerra, David Paiva Fernandes, Júlia Moura Lopes e Marilene Cahon. COLABORADORES DE FEVEREIRO DE 2018: Angela Pieruccini, Beatriz Bajo, Cecília Barreira, cCésar Santos Silva, Cláudia Isabel Vila Molina, Claudio B. Carlos, Danyel Guerra, Diogo Pacheco de Amorim, Enrique …

EDITORIAL – No Tempo do Faz de Conta – por Júlia Moura Lopes

“Dans le monde réellement renversé, le vrai est un moment du faux” Guy Debord. Estamos no Carnaval e o leitor de Athena perguntará onde fica e onde cabe a cultura, durante esta época? Pois direi que é no reino e no tempo do faz de conta, que se cruzam todas as alegorias. Desde a sátira …

A “Europa” ou a minha “Nação”? por Diogo Pacheco de Amorim

Contra ou a favor da Europa? Contra ou a favor das nações? A “Europa” ou a minha “Nação” ? Questão que hoje vivamente se coloca, desdobrando-se em infindáveis discussões. Juízos rápidos e fulminantes disparados contra quem duvida da bondade da escolha politicamente correcta, a da “Europa”. E contudo… … Contudo são discussões sem sentido, caso …

CAATINGA DREAMS por Floriano Martins

A experiência é meu único dever  Ingmar Bergman ◊◊◊ A perda de um pouco de memória costuma ser gentil com a alma. Walter Bishop 2043- O que passar por aqui será escrito. Este é um acordo secreto feito entre muitas vidas, muitas delas jamais compreenderam o motivo. 31 anos se passaram sem a mínima suspeita …

QUANDO A MADRUGADA JÁ NÃO EXISTE: SOBRE A PÓS-VERDADE por João Esteves

Ruído incomodativo às 3h30 da manhã: um vizinho põe a música num volume acima do permitido. Por enquanto, eu sei! Nas assembleias das democracias, sobre as quais me dizem ser o lugar cada vez mais antiquado, face aos desígnios do mundo de hoje – afinal as leis provêm de maiorias que nem sempre defendem o …

Viagem a Andara oO livro invisível – de Vicente Franz Cecim

Viagem a Andara oO livro invisível Fonte dos que dormem POEMAS se o Adormecido um dia vem à tona Suspeita de ti o Outro que em Ti ainda é Semente Lagos serenos te prometem Assombros Ouve o Silêncio ♦ sob a Estrela de Silêncio pois tendo Eles vindo, com Suas Presenças de Ausência em Breve, …

Luto – por Marilene Cahon

A palavra luto vem do latim “dor, mágoa, lástima”, de luctum, “chorar (pela perda de alguém ou de algo)”. Regra geral, é «sentimento de tristeza profunda por motivo da morte de alguém ou de qualquer outra perda significativa». Pode-se tomar como conceito adequado o de que “o luto é um processo de aperceber-se, de tornar …

POEMAS de Júlia Moura

CORPO DO AMOR falar de amor é a tentativa de decifrar o escuro divino com a intuição do âmago esbarrar no vazio tropeçar no tudo e inventar meio mundo dando voltas nas estrelas caídas mais fácil é falar do teu corpo do teu copo do teu sopro de natureza cálida

Índice de Autores

Alberte Momán Noval Alberto Cecereu Alice Rahon A. Dasilva O. Amélia Azevedo Ana Almeida Santos Ana Matos André Breton Anna Merij António Adriano de Medeiros (AAM), Arnost Budik Artur Santos Beatriz Bajo Bernardino Guimarães Carlos Barbarito Carlos Clara Gomes Castro Guedes (Jorge) Caroline Shmidt Cecília Barreira César Alexandre Afonso César Santos Silva César Moro Chelo …